Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi eu nulla vehicula, sagittis tortor id, fermentum nunc. Donec gravida mi a condimentum rutrum. Praesent aliquet pellentesque nisi.

Follow Us:

Image thumbnail

A História

A HISTÓRIA

O vinho Madeira foi descoberto acidentalmente

O aquecimento do vinho durante o processo de envelhecimento é único. As suas origens surgiram durante a era das descobertas nos séculos XV e XVI, quando os veleiros passaram pela ilha para recolher água fresca e abastecimentos, sob a forma de vinho em barris. Estes eram carregados a bordo dos navios visitantes, para proporcionar aos marinheiros os tão necessários refrescos e também para atuar como lastro. Diz a lenda que, numa determinada viagem de ida e volta à Índia, os barris de vinho foram devolvidos ao produtor da ilha que descobriu que o vinho tinha melhorado consideravelmente. Isto aconteceu devido ao aquecimento do vinho pelas altas temperaturas tropicais, uma vez que o navio tinha atravessado o Equador 4 vezes. Durante muitos anos, a prática da expedição de vinhos em viagem de ida e volta tornou-se normal e deu origem ao “vinho da roda” (vinhos de ida e volta).

Durante séculos mais tarde, os expedidores continuaram a enviar cascos dos seus vinhos em longas viagens, sem outra razão que não fosse a de desenvolver um maior carácter. Hoje em dia, este envelhecimento é replicado através dos métodos Estufagem e Canteiro nos armazéns de vinho da ilha.

Com o tempo, a prática da expedição de barris numa viagem de ida e volta tornou-se dispendiosa e, após a introdução dos navios a vapor, a viagem tornou-se muito mais rápida e os produtores começaram a utilizar o sistema “Canteiro”. Com o crescimento das vendas e o aumento da procura, os produtores foram desafiados a encontrar uma forma mais rápida de satisfazer as necessidades dos seus clientes e, como consequência, o sistema de “Estufagem” foi inventado.